Francisco Gomes Calado


Mestre Francisco Gomes Calado nasceu no Reguengo do Fetal no dia 21 de Janeiro de 1908.


Inteligência robusta, espírito lúcido e perspicaz, facilmente soube conquistar não só a estima, simpatia e amizade dos seus conterrâneos, mas também o respeito e a consideração gerais. Por isso, foi distinguido pela Medalha de Prata de Mérito Municipal pela Câmara Municipal da Batalha.


Alfaiate famoso, autarca dedicado durante muitos anos, fundador e dirigente da Casa do Povo local, foi um dos principais fundadores de manifestações culturais no Reguengo.


Marchas populares, Rancho Folclórico ( do qual foi fundador e ensaiador), cortejos de oferendas, festas religiosas e profanas, Festejos de Verão, enfim, eventos culturais às quais deu o seu forte contributo, criatividade, dedicação, engenho e arte.


É autor de muitas letras e músicas que, ao longo dos anos da sua vida foi criando para os mais variados eventos.


Morreu no Lar de Nª Sª do Fetal, onde residia com sua esposa no dia  data


Dia de todos os santos – Dia do Bolinho


Hoje, dia do bolinho

É dia de alegria

Crianças e mocidade

Percorrem a freguesia


Lá vão eles com a sacola

Palmilhando rua a rua:

“Ó tia dá bolinho,

Merendeira ou tostãozinho?”


“ Só te posso dar tremoços”

Mas tia, já meu avô dizia

Que se rapavam os ossos

Quando carne não havia


Os que recebiam merendeiras

Se a fome já apertava

Quando regressavam a casa

A saca ia sem nada