História da Freguesia

“ Ao tempo da criação deste bispado, havia já nos montes algumas freguesias que o prior mor de Santa Cruz tinha desmembrado das da vila, e destas foi a primeira a do Reguengo, erigida em 24 de Julho de 1512, pelo bispo da Guarda, D. Pedro Prior – Mor de Santa Cruz, a petição dos moradores do dito lugar que na altura eram oitenta”. Transcrição do Livro Couseiro:

A Freguesia do Reguengo do Fetal, denominada Reguengo da Magueixa até 1910, foi criada no ano de 1512 pelo Prior Mor de Santa Cruz de Coimbra com jurisdição sobre Leiria. Este bispo, D. Pedro Vaz Gavião, desmembrou a freguesia da Igreja de S. Martinho da então Vila de Leiria e deu-lhe por Orago a Santíssima Trindade. Só mais tarde, julga-se que, aquando da construção da atual Igreja Matriz do Reguengo do Fetal, foi este Orago mudado para Senhora dos Remédios, como ainda hoje se conserva.

Na década de 1610 – 1620, em ano incerto, foi-lhe desanexada a freguesia de S. José, do Alqueidão da Serra (hoje do Concelho de Porto de Mós).


No ano de 1916, novo desanexamento populacional, desta vez para criar a freguesia civil de S. Mamede, que foi constituída em Paróquia em 1920.

Esta freguesia é de povoamento muito antigo, conforme atestam diversos achados arqueológicos: machados de pedra lascada, fragmentos de cerâmica, lápides, moedas, estas últimas da época romana. A este fato não se alheia a proximidade da antiga cidade de Collippo.