José da Silva Zeferino


Nasceu a 17 de Outubro de 1920 em Alcobaça. Por casamento passou a viver nas Torrinhas.


Pai de sete filhos, muito teve de trabalhar para angariar os meios para o seu sustento e educação.


Foi motorista durante 50 anos e nos tempos livres dedicava-se á agricultura.


Através da sua poesia com graça e simplicidade este poeta dá-nos testemunho do seu encantamento pelas Torrinhas, a sua natureza, os seus habitantes e santos padroeiros.


Nas festas das Torrinhas


Rapazes e raparigas

Hoje é dia de folia

Toda a gente canta e dança

Até ao romper do dia


A capela tem um adro

Também uns muros cercados

Onde tantas vezes se ouviu

A conversa dos namorados


A capela das torrinhas

Feita pelos nossos avós

Foi recordação deles

Deixada para todos nós


Santa Maria madalena

Padroeira da nossa terra

Abençoai nossos lugares

Junto à beirinha da serra